• Dia do Mar | Como ensinar os seus filhos a nadar

Nadar é um dos desportos mais saudáveis, completos e divertidos. É possível exercitar quase toda a musculatura do corpo e, ao mesmo tempo, pode ser uma atividade lúdica muito interessante. Compartilhar momentos familiares no mar ou na piscina fará com que esta experiência valha ainda mais a pena. Neste artigo mostramos algumas dicas sobre como ensinar os filhos a nadar.

Ensinar os filhos a nadar sem medo

O primeiro obstáculo que pode encontrar no momento de ensinar os seus filhos a nadar é o medo. Para isso, é bom começar a familiarizá-los com a água. A melhor forma é normalizar a situação, que os primeiros contactos com a água sejam na companhia dos pais, para que eles se sintam em segurança e completamente descontraídos. Desta forma, sentirão confiança e começarão a relaxar e a desfrutar da atividade.

Um truque

Um método para que a criança sinta segurança é que pratique com pouca água. Ou seja, idealmente numa piscina onde possa ter pé e não sentir a sensação de que se está a afundar. Também é importante que a temperatura da água esteja morna, já que as crianças são mais sensíveis às temperaturas e queremos que elas se sintam confortáveis e que o frio não seja o maior problema.

Exercícios de respiração na banheira

A banheira lá de casa pode ser um bom sítio para as primeiras lições sobre respiração. Brincar ao inspirar pelo nariz e soltar o ar debaixo da água fazendo bolhinhas, é o principal método de respiração para nadar. Além disso, a banheira pode ser o primeiro lugar para submergir a cabeça sob a água para que a criança experimente a sensação.

Nunca devemos forçar ou obrigar a criança a mergulhar ou submergir. A aprendizagem é um processo natural e gradual e a cada criança tem criança tem o seu tempo. Há crianças mais despreocupadas ou corajosas e outras com uma personalidade mais temerosa, mas todas as crianças podem ser grandes nadadoras se soubermos respeitar e motivar seu aprendizado.

Pouco a pouco na piscina

Os primeiros contatos com a piscina para ensinar seus filhos a nadar podem ser sentando-o na borda e colocando as pernas na água. Deste modo, a criança familiariza- se com a temperatura da água e começará a chapinhar ou espernear com suas pernas na água. Depois de um tempo, pode encorajá-lo a entrar consigo e, segurando-o em todos os momentos, acompanhá-lo a um local onde possa bater os pés e começar a

Caminhar dentro de água

Uma tendência que tem se demonstrado muito eficaz é minimizar o uso de bóias. As bóias costumam criar uma dependência que é muito difícil de eliminar no futuro. Além disso, proporcionam uma falsa sensação de flutuação e incomodam na hora de nadar propriamente.

Os primeiros exercícios de deslocamento

A criança deve entender a atividade como algo divertido e, nesse sentido, jamais devemos ultrapassar seus limites ou nos chatearmos se nosso filho não consegue fazer um exercício. Os primeiros deslocamentos serão mostrados num tom de brincadeira,

Dependendo da idade e da habilidade de cada criança

Deslocamento entre os pais: a uma distância curta, que com o tempo aumentará, coloque a criança em posição horizontal e, suavemente, impulsione-a do seu ponto até ao do seu parceiro. Por instinto, a criança começará a dar suas primeiras braçadas.

Procurar o prémio: com a ajuda de um rolinho, que a criança deve segurar de novo na posição horizontal. Então tentará alcançar o brinquedo. Podemos começar lançando o brinquedo muito perto e, de forma gradual, ir afastando.

O avião: a criança segura-se no nosso pescoço pelas costas, estendemos os braços imitando um avião e vamos arrastado pela água.

Estes conselhos serão mais do que suficientes para ensinar seus filhos a nadar com calma e de forma divertida, para que desfrutem desta atividade tão divertida e saudável.

Não se esqueça, ao levar os pequeninos para a piscina e para a praia, a hidratação e proteção da pele são essenciais. Leve Arnidol Sun consigo e aproveite os dias de sol da melhor maneira.

POSTOS RELACIONADOS

Mais histórias
Mitos sobre picadas de mosquitos