• Fora com as fraldas!

Como saber quando o seu bebé está preparado para deixar as fraldas? Como fazer? São muitas as perguntas que surgem na hora de dizer adeus às fraldas. É um processo longo em que o pequeno terá de aprender a reconhecer os sinais que o seu corpo lhe envia e controlar os seus impulsos para ir à casa de banho.

 

Partida, largada, fugida!

Entre os dois e os três anos, a maioria das crianças já têm maturidade suficiente para aprender a ir à casa de banho. Porém, o momento mais adequado dependerá do desenvolvimento de cada criança: a sua capacidade de comunicar, o seu desenvolvimento fisiológico, as suas habilidades motoras. Se, por outro lado, está prestes a ocorrer uma situação especial, como por exemplo o nascimento de um irmãozinho, é aconselhável esperar um pouco mais.

Principalmente, tenha paciência. Especialmente ao princípio. Deverá colocá-lo no bacio com muita frequência, de hora a hora, e alargando o espaço de tempo progressivamente até a criança entender que deve avisar quando tiver vontade de o utilizar. Quando a criança pedir o bacio, isso quer dizer que já associa a sensação e terá de lhe dar liberdade para que vá sempre que quiser. Talvez de vez em quando ainda se descuide, mas a parte mais importante do trabalho já estará feita.

 

Nova etapa, novos hábitos

Diante desta nova situação, devemos criar e ensinar uma série de normas e hábitos novos. Por exemplo, relacionar a hora de fazer xixi com o período de tempo antes do banho ou ao levantar-se de manhã. E, mais adiante, para que adquira ainda mais autonomia, poderá ensiná-lo a limpar o rabinho. De qualquer forma, deverá estar presente para o corrigir quando não o fizer corretamente.

Inicialmente, uma das melhores formas de lhe mostrar como deve fazê-lo é vendo os pais. Convide-o a usar a casa de banho depois de si. O pai pode servir de modelo para os meninos e a mãe para as meninas.

 

Explique-lhe

Deixe-o participar no processo do qual ele é o protagonista. Conte-lhe que esta é uma nova aventura para crescer. Desta forma, fará como os adultos. Deverá explicar-lhe quais serão os benefícios de não usar fralda: deixará de estar constantemente molhado, de cheirar mal, estará mais confortável, etc. Tem de estar consciente de que, durante algum tempo, usará a fralda somente durante a noite e quando tiver vontade de fazer xixi durante o dia deverá avisar ou ir diretamente ao bacio.

 

O melhor ingrediente: o carinho

Carinho, paciência e perseverança. Vai necessitar deles se quiser que o menino ou a menina deixe as fraldas com êxito. Correrá tudo muito melhor se a atmosfera em vosso redor for calma. O seu papel é o de acompanhante: observar, ensinar e corrigir quando necessário. Demonstre uma atitude de otimismo, alegria e segurança para o contagiar.

Talvez nas primeiras vezes lhe custe conter-se antes de chegar à casa de banho. Não se zangue se tiver de limpar um xixi no meio da sala. Quando conseguir, felicite-o. Sentir-se-á orgulhoso e estimulado e esforçar-se-á mais da próxima vez. A ideia é aprender a ser cada vez mais independente e confiar em si mesmo. De facto, a forma de o ajudar marcará a formação da sua auto estima. Não é preciso ter pressa, é importante que aconteça ao ritmo da criança.

Este é um processo totalmente natural. Todas as crianças passam por ele. Por isso, vá com calma e não se preocupe. Todos conseguem, mais tarde ou mais cedo.

Sem pressas, mas sem pausas.

Imagen

110936872.jpg

Imagen destacada

110936872_0.jpg

Imagen promocionado

110936872_1.jpg

POSTOS RELACIONADOS

Mais histórias
Dia da Mãe | 3 presentes para fazer em casa