• Verão | 4 livros para os mais novos

Ler nunca é demais, não é verdade? É um hábito que deve ser cultivado desde a infância para que se prolongue pela vida fora. A leitura é um hobby bastante benéfico para as crianças, uma vez que lhes permite desenvolver o pensamento e a criatividade. Além disso, é também uma forma dos pequenos se manterem sossegados e os pais terem momentos de tranquilidade.

Se o seu pequeno ainda não lê, opte por ler-lhe histórias. É também uma forma de fomentar a imaginação e de “desligá-los” dos aparelhos eletrónicos.

Deixamos-lhe quatro sugestões que vão “prender” o seu filho e a si, quem sabe!

 “Mas Porquê?” – Mac Barnett / Isabelle Arsenault


Sinopse: Porque é que o mar é azul? O que são os buracos negros? Como é que se construíram as pirâmides? Afinal, a hora de ir dormir pode ser ainda mais desafiante do que pensávamos…“MAS PORQUÊ?” é a pergunta que tantas vezes fizemos em pequenos e que mais tarde nos vemos desafiados a responder. Mas para cada criança curiosa, um adulto criativo, certo?Divertida e desconcertante, esta história transborda de interrogações que vão animar as noites de leitores miúdos e graúdos. Irresistível!

O Rapaz Que Contava Histórias” – Zana Fraillon

Sinopse: As histórias não podem ser aprisionadas. Subhi é um rapaz cheio de sonhos. Desde que nasceu, vive com a mãe e a irmã num campo de detenção permanente de refugiados. Nunca conheceu nada para lá das cercas e das tendas de lona, mas a sua imaginação não tem limites. Todas as noites, Subhi ouve o longínquo canto das baleias e escuta o que os pássaros vêm sussurrar-lhe ao ouvido. As histórias que ouve, que lê e que conta tornam-se o centro da sua vida. Até que, um dia, Subhi conhece Jimmie, uma menina que vive do lado de lá da cerca de arame. Ela traz consigo um caderno escrito pela sua mãe, já falecida. Mas Jimmie não conhece as letras e é Subhi que lhe lê as histórias daquele livro tão especial e mágico.
Cada conto dá lugar a uma revelação. Cada revelação dá lugar a novas histórias contadas dos dois lados da cerca. Pelo caminho, uma amizade profunda vai crescendo, trazendo consigo o conforto e a coragem de que Subhi e Jimmie vão precisar até conquistarem, finalmente, a liberdade.

“A Abelha” Kirsten Hall / Isabelle Arsenault

Sinopse: Bzzz, bzzzz, bzzzz… está a ouvir? Muito perto, a zumbir, está uma abelha. Sabia que, ao colherem pólen e néctar das flores, as abelhas polinizam mais de um terço das plantas do planeta? Infelizmente é uma espécie em perigo e o seu declínio populacional poderá dar origem a uma catástrofe alimentar. Está na hora de descobrir mais sobre o trabalho de uma das criaturas mais admiráveis do mundo e como, todos juntos, a podemos defender.

 “A menina dos olhos ocupados” – André Carrilho

Sinopse: A menina com os olhos ocupados não vê a carrinha dos gelados, os cãezitos com que se cruza na rua, os amigos. Nem sequer vê girafas, golfinhos, piratas, discos-voadores e montanhas-russas. Até que um dia o telemóvel parte-se, ela levanta a cabeça e… descobre o mundo que tem estado à sua espera!

SSUCv3H4sIAAAAAAAEAJ2RS27DIBCG95V6B4t1ItkmD7tXiboYYGqjEIgAt4qi3L2DMRXrbhDzzfOfeb6/NQ0TELRkH80zWWRrY5YQPUTtLOF2t3GPVqGvCSodnddgaiggytnCDQnaxZiEX6uThQhxCRhSsw1JiDhRjQz/SuSJLtluimN1Uga5GNtVLCxiZQW9dv/OzJ/PogYmtPKxDlwJ8WgQspBLDmXXn4j+VkuDRWlXqfp2EkwK4FWlu
sugestões de leitura para as férias

9015-ARN_R_SOC-2020-111

POSTOS RELACIONADOS

Mais histórias
Infantário sim, infantário não